Claro que na primeira festa do TWENTY5 & MORE teria que ter convidado ilustre.

Há quem discorde, mas não há como negar o profissionalismo e o belo trabalho da cantora VERONICA PIRES, que trabalha como cover de Madonna há cerca de 18 anos e inclusive já foi contratada pela gravadora Warner para, oficialmente desempenhar trabalhos divulgando cd´s da rainha do pop em nosso país. Veronica se esforça a cada novo show para dar o melhor de si e trazer aos fãs um pouco do trabalho da nossa musa . Além de tudo, Veronica é corajosa, por escolher representar no palco a inigualável MADONNA. Eu tive a honra de conhecê-la pessoalmente, de tê-la cantando ao vivo com a minha banda cover de Madonna, a Borderline, e também de entrevistá-la para o TWENTY5 & MORE!

T5&M: Veronica, como é ser MADONNA?
VP:
Olha na verdade eu não me sinto Madonna. A Madonna é única e inimitável.
Mas quando estou no palco e aí visto o personagem Madonna é maravilhoso, principalmente a troca de energia com o público. O calor humano. Nesse momento sei que "ser" Madonna é uma experiência única.

T5&M:
E como é ser Madonna quando muitas também são? Quais a sua preparação pra ter um diferencial e ter o destaque que tem?
VP:
Essas muitas que você falou aí não me preocupam. Não levo meu trabalho para o lado da competição com drags ou garotas que imitam a Madonna. Não faço nada para me destacar. Eu simplesmente produzo o show como acho que o meu fã e o da Madonna vão gostar.Acho que o que me diferencia de qualquer outra pessoa que imita a Madonna é o fato de eu cantar.

T5&M: Eu já assisti ao seu show e tive o prazer de ter voce como convidada em um dos shows da minha banda, a Borderline. Sem querer puxar pro meu lado, me diz ai como foi essa experiência? rsrsr
VP:
Eu achei incrível, pois a pegada da Borderline é totalmente diferente do modo como eu trabalho. Eu utilizo arranjo originais enquanto vocês trabalham como banda. O sentido é outro e além do mais a releitura musical de vocês para os sucessos da Madonna é super bem feita. Foi muito bom ter cantado com vocês. Espero numa outra oportunidade cantar outras músicas.








T5&M:
Você sabe como os fãs de Madonna são exigentes. Não sente medo ou um friozinho na barriga toda vez que vai apresentar um show novo? Como faz pra "relaxar" dessa pressão toda?
VP:
Não sinto não, porque antes deles serem exigentes eu sou mais exigente que eles comigo mesma, rsrs. Então eu sei que quando vou para o palco (se não tiver nenhum problema técnico) eu sei que vou fazer o melhor. Minha ansiedade e nervosismo acontece muito um pouquinho antes de começar o show. Depois que eu entro aí é tudo uma festa. Prá relaxar eu converso muito com o meu marido no camarim sobre outros assuntos.

T5&M:
Ver você ao vivo me deixou impressionado. No palco, as vezes não sei onde termina a Verônica e onde começa a Madonna. Ao ver a um show da Madonna, você já se sentiu se olhando no espelho? rsrs
VP: Olha, em alguns momentos sim, porque sei que aquela música que eu estou vendo eu batalhei para ficar bem parecido com a Madonna. Esse tem que ser o resultado final do que eu faço. Impressionar!

T5&M:
Uma coisa que impressiona quem te assiste, é a caracterização perfeita. Voce faz algum tipo de pesquisa pra isso ? Ou tem alguém que cuida disso pra você? Desde o cabelo, maquiagem e até o figurino, que muda de show pra show.
VP:
Imitar a Madonna é uma pesquisa constante. Por exemplo; estou agora montando o "Sticky & Sweet Cover Tour" para estreiar em março. Tudo é uma pesquisa. Desde a forma como o cabelo será feito - porque precisa ser rápido e não dar trabalho - até a confecção dos figurinos, que precisam se encaixar na sequência que eu montarei do show. Depois disso tem toda a parte vocal. Letras, forma de interpretar, um trabalho grande. Eu faço isso com o meu marido, que é meu produtor, junto com a Malú, minha estilista e minha cabeleireira a Bete de Sá.

T5&M:
Qual sua Musica favorita da Maddie? E qual a SUA versão favorita?
VP:
É difícil dizer qual é a minha favorita. A cada trabalho novo que faço sempre uma me chama atenção, mas acho que Like a Prayer é uma música maravilhosa. Quanto a versões, não me ligo muito não. Gosto mesmo das originais. Mas para citar, a versão de Frozen que eu faço na batida de Billie Jean do Michael Jackson é uma das melhores que já ví, sem puxar a sardinha pro meu lado.

T5&M:
Tem alguma música que você curte mas que ainda não tocou ao vivo? Já teve alguma música que pediram pra você cantar e você não se identificava?
VP:
Tem várias. Muitas músicas românticas da Madonna são maravilhosas como Secret ou Swim. Eu já gravei, mas nunca cantei ao vivo. Quanto a músicas que me pedem prá cantar que eu não me identifico ou não se encaixa no meu show tem várias como Push, Future Lovers, Spanish Eyes, ou aquelas que não fizeram sucesso. Eu tenho que cantar o que a galera está acostumada a ouvir.

T5&M:
Por você coverizar o maior idolo da música pop, deve ser dificil pro publico entender que, independente de voce ser 'cover", voce é uma artista. É difícil pra você tentar mostrar isso pro público e ensinar a separar as coisas?
VP:
É muito difícil. Infelizmente a mentalidade do ser humano às vezes é bem pequena. Existem aqueles que adoram o meu trabalho e aqueles que me odeiam. Que acham que quero tomar o lugar da Madonna. Isso é impossível. Imagine isso de um ator. Já pensou. Se cada personagem que ele vivesse ele quisesse ser o personagem? Ele ficaria louco. As pessoas precisam entender que a Madonna é um personagem que eu imito. Por trás disso, existe uma pessoa, uma cantora, uma atriz, uma bailarina que ralou bastante prá tentar fazer algo legal. Que ensaia várias horas por dia. No começo eu ficava meio "puta da vida", mas hoje não ligo mais. Falem bem ou falem mal, mas falem de mim.

T5&M:
Novos projetos Veronica???
VP:
O único projeto para esse ano é o "Sticky & Sweet Cover Tour" com relação ao meu trabalho como cover da Madonna. Se der tempo, pretendo entrar em estúdio prá gravar uma música de trabalho próprio, mas sem data definida.

T5&M:
Ah, por favor...VOLTE logo a Aracaju ok? Rsrsr. E lembre-se que nós da Borderline somos seus "sobrinhos".rsrs..
VP:
Ahahaha... Também quero voltar, mas como você sabe, tudo depende dos organizadores de eventos. Vamos ver se alguém me contrata, como aconteceu em 2008.
Beijão prá você e obrigada pela lembrança.
Mandei beijo a todos do Borderline.



Se você ainda não conhece o trabalho de Verônica, assista um pouco do seu show LOLLYPOP no vídeo abaixo:

Na semana que vem, mais uma entrevista com alguém que também faz arte Madonnica!