AMERICAN PIE - Twenty5&More 2016 Edition



Oi gente!

Vocês viram que coisa linda foi o tributo que Madonna prestou ao Prince no Billboard Music Awards no domingo? Eu admito que fiquei empolgado quando soube que o tributo ia acontecer e ao mesmo tempo fiquei tenso, pois não conseguia imaginar o que Madonna faria. Que bom que Madonna não tentou imitar o Prince e fez do jeito dela um tributo delicado, intimo e respeitoso. Foi emocionante! E ainda houve pessoas preconceituosas que tentaram diminuir o que Madonna fez, alegando que ela não era o artista ideal para homenagear Prince. Mas nos tempos de " Bela, Recatada e do Lar" e de Ana Paula Valadão, eu não me impressiono com mais nada... lamentável!

Mas houve um tempo em que Madonna era reverenciada por fazer "tributos". No ano 2000, Madonna regravou o clássico AMERICAN PIE, de Don McLean, para incluir na trilha sonora do filme "THE NEXT BEST THING". Para muita gente, esta é uma canção "sagrada" e poucos ousaram mexer em tal classico. Madonna gravou a música do jeito dela, com produção de William Orbit e com sonoridade pop eletrônica. A música agradou até mesmo a Don Mclean que agradeceu dizendo que era a primeira vez que ele ganhava um presente de uma Deusa. E estamos falando de um dos mais lendários nomes da música mundial!

AMERICAN PIE foi bem comercialmente e acabou sendo incluida em algumas edições do álbum MUSIC, mesmo com Madonna sendo contra por considerar a faixa um trabalho a parte do álbum, No Brasil mesmo, temos AMERICAN PIE no tracklist. O single ganhou remixes oficiais de Victor Calderone e Richard Humpty e tocou bastante mundo afora. Para mim, AMERICAN PIE é uma canção especial por que me lembra momentos com amigos que tenho até hoje, que costumo dizer que são como da familia.

Em 2009 a faixa ganhou um single aqui no Blog. Este single trazia 5 faixas e algumas delas já eram remixes oficiais. Voces sabem que não é sempre que incluo remixes oficiais nos singles que lanço aqui, mas para atualizar o single de AMERICAN PIE, eu tive que recorrer a eles, pois estava com muita dificuldade de conseguir remixes suficientes para uma nova edição. Então, esta edição 2016 traz 12 remixes incluindo os trabalhos dos já citados Dj´s Humpty e Calderone, mas também traz remixes de Idaho, JB, Flange, Amanda e um remix inspirado no trabalho de William Orbit.

AMERICAN PIE - Twenty5&More 2016 Edition



Um remix lindo que tem nesse single é o JB´s Remix. Ele traz um andamento menos dançante e alegre, mas que deu a AMERICAN PIE uma melancolia boa de se ouvir. Flange deixou a música dançante com pitadas de latinidade. É um remix antigo e bem conhecido dos fãs. E eu nem preciso falar sobre Victor Calderone né? O single encerra com uma versão Instrumental pra você arriscar no Karaokê, rsrs.

Como eu não consegui muitos remixes para esta atualização, eu decidi criar uma nova capa, apesar de gostar da capa de 2009, que é esta aqui:



A Capa nova é para enriquecer mesmo o post, trazendo mais novidade para vocês!

Bom, é isso! Espero mesmo que gostem!


Um abraço!

MER GIRL - Twenty5&More 2016 Edition



Ok, sei que vão me apedrejar pelo que vou falar agora, mas MER GIRL está entre as músicas de Madonna que menos gosto. Eu só gosto da performance ao vivo na DROWNED WORLD TOUR. Mas isso não significa que eu não goste de nada dela... eu gosto da letra e da forma de Madonna conduzir sua voz na canção, mas acho a música parada e arrastada. Tanto que por ser a última faixa de RAY OF LIGHT, eu nem ouço ela na maioria das vezes...

Porém, isso não me impediu de criar um single incrivel pra essa faixa. A começar pelo numero de faixas: Nesta edição temos 15 faixas! Na primeira vez que o single foi lançado aqui, em 2009 eram apenas 5 remixes! Então vejam como eu caprichei!

O conteúdo do single traz remixes de Idaho, Dubtronic, Patrick Samuel, Pander, Sp!n e Barbous - citando apenas os mais famosos. O single abre com uma Intro de Madonna falando sobre acabar com seu Ego e segue com um remix de Lugira, que prepara o terreno para uma versão Extended baseada na versão do álbum. O single segue no clima obscuro e denso até o remix Numeric Value, que mescla partes mais lentas com partes mais dançantes. O remix Beyond the Beats tem uns elementos bem orientais e umas batidas meio Hip Hop... não consigo descrever mas sei que eu gostei! Pander, Barbous e Sp!n resolveram deixar a faixa completamente dançante! Dubstep remix foi uma grata surpresa pra mim mesmo usando poucos vocais, foi um dos remixes "novos" que mais gostei. Depois, os single volta ao clima calmo da canção original. No final do single tem uma versão "Wallapella" que é quase uma versão Acapella, bem interessante.

MER GIRL - Twenty5&More 2016 Edition



A capa dessa edição é a mesma de 2009. Acho que essa foto combina e bem com a versão original da faixa e quis manter a arte, fazendo obviamente as devidas atualizações.

É isso gente! Espero que gostem!

Um bom domingo e até a proxima postagem!

=)


DON´T STOP - Twenty5&More 2016 Edition



Seguindo com a nova temporada de lançamentos do Blog, vamos falar do álbum BEDTIME STORIES, um dos meus queridinhos na discografia da Madonna.

Hoje temos o lançamento da edição 2016 do single DON´T STOP. Não sei se vocês sabem, mas essa música quase se tornou single oficial. A gravadora queria que a faixa fosse o quarto single, mas Madonna queria HUMAN NATURE como quarto single. Pelo conteudo de HUMAN NATURE, a Warner ficou um pouco insegura em lança-la como single, mas no fim, Madonna acabou ganhando e os fãs amam a faixa, dando como certeira a escolha de Madonna.

Eu gosto de DON´T STOP. Acho a musica gostosa de se ouvir e é uma das poucas faixas "dançantes" do disco, pois sua estrutura ritmica usa elementos do Funky e da Disco Music. Pra mim o unico problema da música é que acho ela muito repetitiva por ter uma letra curtinha. Mas isso é bobagem. É uma faixa que equilibra o tom confessional e intimo do disco, dando a BEDTIME STORIES um toque de alegria e leveza pop.

Em 2009 DON´T STOP teve um single lançado aqui mas era uma edição mega pobrinha hahahaha! Eram apenas 4 remixes contra 17 da edição atual! Foi um Upgrade e tanto, concordam? Mas demorou bastante pra eu conseguir esse monte de remix. Ainda ontem eu tava atrás de dois remixes que eu queria colocar no single, mas que eu não tinha mais no HD. Os remixers mais famosos desse pack são Donny, Idaho, Barbous,Patrick Samuel e o Dj Flange. Mas há trabalhos  de gente menos conhecida que eu adoro como o Beat 2 Beat Mixgroovy Remix, por exemplo. O single tem ainda versões Dub e Remixes da faixa pra completar o pack.

DON´T STOP - Twenty5&More 2016 Edition



A capa desta edição é nova. Nunca fiquei muito satisfeito com a capa de 2009, apesar de gostar da foto usada. Na época, a foto não estava em boa qualidade mas eu não achei nada demais usa-la assim mesmo, vejam só! Kkkkk. Depois, fiz uma arte parecidissima com esta para um remix "solto" que lancei aqui e gostei tanto que pensei em usar a arte novamente um dia. Fiz alguns ajustes e pequenas alterações e trouxe a arte de volta para este single.

A capa de 2009 é essa:



Bom, é isso! Espero que gostem do single!

Um abraço e até a próxima!

WHERE LIFE BEGINS - Twenty5&More 2016 Edition




Oi gente!

Hoje temos mais um caso de single "curtinho" aqui no blog, já que WHERE LIFE BEGINS não teve muitos remixes divulgados. A faixa do álbum EROTICA na minha opinião é uma boa faixa, sensual, dentro do conceito do disco, mas não é uma música comercial. No momento em que EROTICA foi lançado, a gravadora na intenção de elevar a popularidade do disco, focou apenas nas faixas que julgou mais comerciais e com isso, WHERE LIFE BEGINS foi ignorada.

Em 2009 ela chegou a ganhar um single aqui no blog, mas desde aquela época já eram poucos remixes disponiveis. Naquela edição tinhamos 4 remixes. Nessa nova temos 8. Mesmo tendo dobrado de tamanho, alguns remixes são bem baseados na versão original da música, como os dois remixes de DirtyHands e a versão Extended de Lukes. Já o remix Deep Hunger é bem diferente, começando com um piano bem dramatico e aos poucos ganhando camadas de som mais dançantes. Foi um remix que eu usei algumas vezes quando tinha que usar essa música em algum projeto. Esse era meu remix favorito de WHERE LIFE BEGINS até que este ano eu conheci o EA 2016 Soaking Wet Stimulation Mix, que repaginou completamente a música. Eu adorei este remix!

O single contém ainda uma versão Instrumental e uma Acapella.


WHERE LIFE BEGINS - Twenty5&More 2016 Edition



A capa desta edição é a mesma de 2009. Essa capa de 2009 é uma das mais bonitas que criei para a fase EROTICA. Então, não pensei mesmo em criar uma nova. Nem cogitei na verdade hahaha. Tem artes que eu crio e que não consigo desapegar!

Bom pessoal, é isso! Eu sempre tento variar os conteudos aqui no blog, trazer opções não muito convencionais, não trazer só singles de músicas de trabalho e assim tentar agradar ao máximo. É um trabalho duro, para quem não sabe. Eu tenho que pesquisar, correr atrás de material novo... eu tenho bastante coisa no PC, mas perdi boa parte de meu acervo quando meu antigo computador morreu.

Enfim, espero que vocês valorizem esse esforço! Sou um dos poucos sobreviventes da Blogsfera Madonnica e não pretendo parar, mas ter um pouco de estimulo e reconhecimento é essencial.

Um abraço a todos e até o proximo post!


=)

I´M GOING BANANAS - Twenty5&More 2016 Edition




Oi pessoal!

I´M GOING BANANAS é uma das faixas do álbum I´M BREATHLESS, aquele que tem VOGUE e foi inspirado no filme Dick Tracy. A musica é bem curtinha, tem menos de 2 minutos e tem uma sonoridade inspirada na atriz Carmem Miranda e para mim é uma música que "não é da Madonna". É como uma brincadeira da cantora, que criou uma persona para fazer a música.

Muitos fãs descrevem essa como a pior musica gravada por Madonna. Eu na verdade, nem a levo a sério, rsrs. Mesmo assim, sei de muito fã que se diverte com a música e gosta dela. É a terceira vez que ela ganha um single aqui. A primeira foi em 2009, num single pequenininho de 4 faixas. Depois em 2013, numa parceria com o Holiday Share, a música ganhou uma nova chance, mas lembrando, era um single não exclusivo daqui. Hoje, temos uma edição com 10 faixas. É um milagre ter tantos remixes assim para uma faixa não tão popular, rsrs.

Como voces devem ter percebido, eu sempre escolho uma versão para substituir a versão original da música no single: ou uma Extended ou uma Edit. Ou algo do tipo. No caso de I´M GOING BANANAS, eu não consegui nem uma coisa nem outra e por isso, decidi usar uma versão remasterizada da original. Os remixes até que foram ousados viu? Levando em conta o fato de que não deve ter sido muito fácil retrabalhar essa canção, então vamos louvar esse pack! Kkkkkk! Além de remixes de Barbous, Luin e CW, temos um Mash Up com BUENOS AIRES, duas versões ao vivo ( uma na Australia e outra no Brasil), uma instrumental e uma acapella.


Para a capa dessa edição, eu queria algo bem chamativo e inusitado, Queria usar uma foto que pudesse ser associado à música, já que eu não consigo associa-la a imagem sexy de Breathless Mahoney. Então lembrei desse Outtake de 1985/1986 que automaticamente associei a I´M GOING BANANAS. Porém, a foto não é da epoca da música, você deve estar pensando ( como eu também pensei). Ai eu me lembrei que o single de DEAR JESSIE também usa na capa, uma foto que não é da época dela, mas que combina com a música. Partindo desse principio, decidi criar a capa de I´M GOING BANANAS com essa foto e espero que vocês gostem!


A capa de 2009 é essa aqui:




Bom, promessa é divdida, aqui está o post sobre I´M BREATHLESS. A gente volta em breve com mais um post. Fiquem de olho!

Um abraço!

ACT OF CONTRITION - Twenty5&More 2016 Edition




Nessa nova temporada de lançamentos, teremos alguns singles mais curtinhos, não com tantos remixes como tem sido habito aqui. Essa prática de por poucos remixes num single já foi bem comum aqui no blog, onde eu selecionada entre 4 e 8 remixes por single. Mas no caso de hoje e de alguns outros singles que ainda irei lançar, foi realmente falta de opção.

ACT OF CONTRITION, faixa que encerra o álbum LIKE A PRAYER, não recebeu muita atenção dos remixers e por isso, tem poucos remixes da faixa disponiveis na net. Mas é normal pensar que isso acontece com essa música, já que realmente ela é uma faixa extremamente conceitual. ACT OF CONTRITION é produzida pro Madonna e Prince ( usando o pseudonimo The Powers That Be) e é uam mescla de oração com guitarras distorcidas, um instrumnetal de LIKE A PRAYER ao contrario, incluido o coral, também ao contrário. Seria uma loucura se não viesse da cabeça de Prince, rsrs.

Em 2010 a faixa ganhou um single aqui com 4 remixes. Esta edição 2016 traz apenas tres remixes a mais, totalizando 7 faixas neste single. Não é muito, mas pelo menos deu pra aumentar a quantidade de faixas pro relançamento né? Hahahaha. Apesar de poucos remixes, os nomes por trás deles são bem conhecidos: Idaho, Donny, GuyOm e Royz. Todos esses nomes já apareceram antes aqui em outras produções.



ACT OF CONTRITION - Twenty5&More 2016 Edition



Apesar de originalmente a faixa ser bem curtinha, ainda consegui achar uma versão Edit da mesma assianada pelo Donny. Esta versão exclui a parte sussurrada do inicio da faixa. Na sequencia uam versão longa que usa elementos de um remix oficial de LIKE A PRAYER assim como o Idaho que simplesmente arrasou no seu remix. GuyOm aparece duas vezes com remixes para seu projeto LADY M SHOW, onde um deles simula uma versão ao vivo da faixa e a outra é como se fosse a Studio Version dessa "ao vivo". São excelentes versões. O remix de Royz também é bem legal e misterioso... até um pouco sexy, com samples de EROTICA. Por fim, uma versão usando o instrumnetal Reverso. Ou seja, com o instrumental de LIKE A PRAYER.

A capa desta edição é a mesma de 2010. Gosto muito dela, acho que combina com o single e não vi necessidade de uma nova capa por conta disso tudo.

Bom, é isso! proximo post será sobre I´M BREATHLESS! Nos vemos em breve!

Um abraço!

=)


Hoje trago pra vocês, enfim, o terceiro post em comemoração ao single de LIVE TO TELL. É a segunda parte do single, cuja primeira parte foi lançada aqui no blog no dia 26 de Março deste ano. O segundo post comemorativo foi o que trazia o single de remixes do Dj RCB, que por sua vez, também lançou o single em duas partes.

Nesta segunda parte temos mais 13 remixes da faixa e trazemos nomes conhecidos como Dubtronic, Idaho, Donny, RA, Inco, Skin Bruno e outros! O single traz um setlist que mescla versões mais lentas com versões mais dançantes. Ele abre com uma enorme versão extended com mais de 18 minutos e vai seguindo em frente com a versão do Dj Teniente Castillo, ainda com LIVE TO TELL como uma balada. O remix seguinte começa a modificar as estruturas da música, acrescentando sonoridades eletronicas a música sem necessariamente deixa-la dançante.

A quarta faixa do single é que coemeça a mostrar LIVE TO TELL dançante, num excelente remix de Dubtronic, seguido do remix do Idaho que recentemente foi lançado aqui num Ep então inédito. Donny aparece em dois remixes. O primeiro dele é bem dançante e o segundo, bem lounge. Tem até um remix em estilo Freestyle, lembrando os funks dos anos 80/90 bem interessante!

RA aparece em mais um trabalho de sonoridade conceitual, que é a marca do Dj e marca a fase final do single, onde os remixes começam a voltar a arranjos mais lentos.  Meu amigo Inco assina uma das versões mais suaves e lindas do single. Skin Bruno despe a faixa de muitos elementos e deixa ela ainda mais bonita. Por fim, uma versão Orchestral instrumental encerra o single!


LIVE TO TELL - Twenty5&More 2016 Edition Part 2




A capa deste single acompanha a arte da primeira parte lançada em Março. Para que vocês não confundam as capas, veja a capa da primeira parte na imagem abaixo:



É isso!

É uma ótima forma de se começar a semana né? Espero que tenham gostado da seleção de remixes desse single. Juntas, as duas partes mostram o quão versátil essa faixa pode ser se bem trabalhada. Não necessariamente precisando perder a emoção de sua versão original.

Um abraço e até a próxima!


=)

ANGEL - Twenty5&More 2016 Edition




Oi gente! Mais um post novinho pra vocês!

ANGEL foi a musica que gerou o primeiro post da existencia do Twenty5&More. Não era pra ser o post inaugural, mas acabou sendo porque o blog estreou no dia do aniversário de um amigo que me ajudou e me incentivou muito durante o processo de criação do projeto MadonnaTwenty5, um portfolio fotografico que lancei, que por sua vez me incentivou a criar o blog. Como a música favorita desse meu amigo é ANGEL, eu quis homenageá-lo!

ANGEL é também uma de minhas músicas favoritas da Madonna. Lançada como 3º single do álbum LIKE A VIRGIN, a música é as vezes ignorada. Por exemplo, nunca foi incluida em nenhuma coletânea, em turnê só foi executada ao vivo na THE VIRGIN TOUR e até mesmo os fãs não a incluem entre os "Greatest Hits" da rainha. De fato, a música não chegou ao primeiro lugar, mas a música cehgou ao Top5 e na Australia e Japão, por exemplo, chegou ao numero 1. Eu acho que a culpa do sucesso e popularidade da faixa não ter sido maior, deve-se ao Lado B do single de ANGEL: A música INTO THE GROOVE. A faixa acabou fazendo tanto sucesso que floi promovida a Lado A , rsrs.

Enfim... em 2009 ANGEL ganhou seu primeiro single aqui com 5 faixas. Em 2013, eu e Inco Muller lançamos uma edição de "aniversário" em parceria com 11 faixas e hoje, o single retorna ao blog com sua edição 2016 que reune o melhor das duas edições anteriores e algumas novidades. São 15 remixes e nomes como Dubtronic, Donny, Idaho e Birds no Tracklist! O remix Rock LA Riots Vs Atlantic Connection é um dos meus favoritos de todos os tempos. Lembro de ter ouvido ele na época que o baixei e ter achado ele diferente do que todo mundo entendia como " remix bom", que seria um remix mega dançante e sem o vocal estar acelerado. Esse remix tem uma pegada de "versão de álbum", com groove meio rock meio retrô e com elementos Dance e Pop. Os dois remixes do projeto Birds também são incriveis e merecem destaque, assim como os dois do Donny. RENE-Vention também mandou bem. O single se encerra com uma versão Instrumental, mas antes, temos a versão ao vivo da THE VIRGIN TOUR.

ANGEL - Twenty5&More 2016 Edition




A capa dessa edição foi uma duvida cruel kkkkk. Eu AMO a capa da edição 2009. E como vocês sabem, to nessa vibe de fazer os relançamentos com capas que tragam muitas referencias as capas originais, na maioria dos casos. A capa de ANGEL de 2009 cumpre perfeitamente esse papel, mas eu queria tentar algo novo e acabei criando outra opção. Ficou bonita também, mas optei por manter a arte de 2009 só que atualizada.

A capa "alternativa" para esta edição é essa:



Na ediçaõ de 2013 a capa é muuuuuito linda e está entre as melhores capas que eu criei, porém, como é um trabalho em conjunto com o Inco, não cogitei relançar o single com esta capa. Para relembrar a capa de 2013, vejam a imagem abaixo:



É isso gente! Single mega bacana, com muitos bons remixes e uma música que merece destaque e atenção. Espero que vocês gostem!


Um abraço e até a proxima!


=)


LUCKY STAR - Twenty5&More 2016 Edition Pt 2




Oi gente! Estamos de volta com a nossa "programação normal" rsrs. Retomamos os nossos posts com lançamentos exclusivos do Blog. Hoje voltamos a falar do primeiro disco de Madonna e por isso trago a segunda parte da edição 2016 do single de LUCKY STAR pra vocês.

Esta segunda parte tarz mais 15 remixes desse grande clássico da Rainha do Pop. Tentei manter o nivel da primeira parte, trazendo nomes de peso para o single e versões que mostrassem a versatilidade da música, deixando o single bem eclético e com uma audição bem agradável. Os Remixers do tracklist do single incluem nomes como os de Dubtronic, Donny, Lukesavant, E39, Earthonika, RA, Lukes, Madonna Addiction, Patrick Samuel e outros nomes "novos" aqui no blog. O single abre com uma excelente versão Extended assinada por Earthonika. Essa versão não é apenas uma edição longa da versão original. Earthonika acrescentou elementos e deixou a faixa com sua assinatura. O remix seguinte de Lukes deixou LUCKY STAR com uma bela aura Disco. Na sequencia, um nome novo: NudiDeep com uma releitura da faixa que atualiza a versao original.

Já Donny é quem começa a trazer novos Grooves pra faixa, deixando ela mais dançante e moderna, assim como Sebissimo e seu remix bem Eletro. Para não falar de todos os remixes, vamos pular direto para os trabalhos de Dubtronic. Aqui temos dois remixes dele: Um com uma levada fururista e eletronica, com toques de guitarra. O segundo, quase no final do single, apresenta LUCKY STAR numa versão acústica. Por fim temos a versão Ao Vivo da turnê WHO´S THAT GIRL, de 1987.

LUCKY STAR - Twenty5&More 2016 Edition Pt 2



A capa deste single é parecida com a da parte 1, mas não igual. A idéia era conectar as duas partes do lançamento e por isso as artes parecidas. Ainda falando da arte, ela segue o padrão de design da capa original do Cd single e do vinil de 12 polegadas de LUCKY STAR.

Vamos relembrar a capa da primeira parte pra vocês compararem?



Bom, garanto que o single ficou bem bacana e ecletico, com vários estilos de remixes e varios Djs que a gente conhece e adora assinando os trabalhos! Espero que vocês gostem!


Um abraço!


=)


Oi pessoal!

REBEL HEART nos deu muitos presentes. A começar com Madonna nos trazendo um ótimo disco, em tres edições diferentes. Trouxe também uma Madonna empolgada em promover o álbum e fazendo apariçoes e performances em premiações e programas de Tv. Três otimos videoclipes, uma turnê recheada de hits antigos e musicas que nunca haviam sido tocadas ao vivo antes. Trouxe uma Madonna bem mais proxima de seus fãs e isso inclui o material do post de hoje.

Sem levar nenhuma turnê sua para a Australia desde THE GIRLIE SHOW em 1993, Madonna prometeu que compensaria a ausencia e cumpriu a promessa. Madonna não só gravou o Dvd da REBEL HEART TOUR na Australia, como fez um show exclusivo para os fãs Australianos. O show não era qualquer show, era um espetaculo unico, exclusivo, intimista que unia arte, música, teatro, comedia. O nome do show é TEARS OF A CLOWN e nele Madonna aparecia vestida de palhacinha, cantando músicas mais reflexivas e algumas delas nunca cantadas antes.

O tracklist oficial da noite foi:

SEND IN THE CLOWNS
DROWNED WORLD/SUBSTITUTE FOR LOVE
X-STATIC PROCESS
BETWEEN THE BARS
NOBODY´S PERFECT
EASY RIDE
INTERVENTION
I´M SO STUPID
PARADISE
JOAN OF ARC
DON´T TELL ME
MER GIRL
BORDERLINE
TAKE A BOW
HOLIDAY

O que se sabe é que esse show foi gravado profissionalmente, mas não se sabe se virará um Dvd ou um extra no Dvd da turnê. Mas não temos ainda nenhuma gravação de audio com qualidade excelente. Porém, achei esse audio no site Planete Madonna e resolvi compartilhar com vocês

TEARS OF A CLOWN - An Evening of Art, Music & Comedy



O arquivo não traz o show completo, infelizmente, Das 15 músicas apresentadas na noite, apenas BETWEEN THE BARS, EASY RIDE e JOAN OF ARC não estão incluidas. Mesmo assim, achei que seria bom ter esse material até que apareça algum completo e numa qualidade melhor.

Bom, é isso!

Nos vemos no proximo post.

Thanks: Planete Madonna

LIVE TO TELL - RCB Remixes Part 2




Oi gente! Na nossa habitual pausa de posts exclusivos do Twenty5&More, trago pra vocês a segunda parte do Ep de remixes de LIVE TO TELL do Dj RCB. Voces devem lembrar que na epoca dos 30 anos do single ( 26 de Março), eu lancei a primeira parte do single dele né? Hoje temos mais 5 versões da linda balada pra vocês.

Na primeira parte do single, RCB nos mostrou versões dançantes de LIVE TO TELL. Nessa aqui, ele nos mostra versões lentas da música, todas criações dele. Com exceção do RCB Extended Remix, que é dançante, o resto do single é todo calminho. Não a toa, o remix principal chama-se RCB Slow Remix. Esse remix é a versão lenta do remix que saiu na primeira parte do single e além da versão principal, tem também uma versão Instrumental.

Os outros dois remixes são baseados na versão original da música. RCB Extended Version, é uma versão bem longa da original que inclusive utiliza elementos de uma versão instrumental que toca no filme At Close Range. Eu acho que vocês sabem de que versão to falando. Aqui, RCB nos oferece pouco mais de 14 minutos de LIVE TO TELL. É realmente uma linda versão. Mas para aqueles que acham que 14 minutos é tempo demais e já estão lamentando aí que o remix é muito longo, tenham calma... RCB preparou uma versão Edit dessa extended, com pouco mais de 8 minutos. Ouçam e vocês vão ver que versão linda e extremamente bem feita!

LIVE TO TELL - RCB Remixes Part 2

Como tudo que RCB faz, essas versões são impecáveis e maravilhosas. Fica até repetitivo e previsivel o texto do post quando temos RCB no assunto. Esse Ep foi lançado há alguns dias, mas eu só pude traze-lo pra cá agora! Espero que alguém ai ainda não tenha baixado essas versões e possa fazê-lo por aqui, hahaha!

Sobre LIVE TO TELL, nos posts na época dos 30 anos da música, eu comentei que faria 3 posts para marcar a data. Dois foram feitos na época e este aqui, não pensem que é o terceiro. Este é um Extra, que nem tava programado na época do aniversário do single. O terceiro post do especial ainda vem por aí. Ja já tem mais LIVE TO TELL aqui pra vocês, rs.

Bom, é isso!

Um bom sábado pra todo mundo!

=)

Thanks RCB

LOVE SONG - Twenty5&More 2015 Edition ( Repost)




Oi gente!

Hoje não vamos falar de Madonna nesse post...

Hoje faz uma semana que o cantor Prince faleceu e assim como é normal quando todo artista que a gente admira falece, a gente passa a curtir um "luto", volta a ouvir tudo que temos de material dele, de modo a honrar sua obra.

No meu caso, aconteceu isso. Desde o dia 21, tenho ouvido bastante seus discos e vendo suas apresentações, constatando o quanto, excentricidades a parte, o Prince era genial. No meu Instagram eu fiz um post ontem sobre como "mais ou menos" aconteceu meu primeiro encontro com ele. O mais ou menos ai fica por conta do "resumo" que tive que fazer da historia porque não quis fazer um texto muito grande sobre o assunto. O fato é que sempre fui fã de Prince, admirador e respeitador de sua obra. Não acho que preciso ter tooooodos os discos e dvds que o cara lançou pra ser fã dele. Por exemplo; eu mesmo tenho só 10 álbuns dele: FOR YOU ( 1978), DIRTY MIND (1980), 1999 ( 1982), PURPLE RAIN ( 1984), AROUND THE WORLD IN A DAY (1985), PARADE ( 1986), LOVESEXY (1988), DIAMONDS AND PEARLS ( 1991), COME ( 1993) e THE GOLD EXPERIENCE ( 1994) e duas coletaneas THE HITS 1 & 2, além do Dvd THE HITS. Não é muito se pensarmos que Prince lançou 39 discos. Obviamente, algumas coisas que o cara fez são descartaveis e não acrescentam nada a sua genialidade, mas isso não importa agora.

Quando LIKE A PRAYER foi lançado, ou melhor, quando eu ganhei o Lp no meu aniversário em 1989, eu já sabia quem era Prince e já me sentia atraido por sua imagem e música. Ainda não tinha nenhum disco dele, mas faltaria pouco pra isso acontecer ( leia o post do Instagram que coloquei no link no paragrafo acima pra saber mais sobre isso). Mas LOVE SONG estava lá no vinil de LIKE A PRAYER pra me deixar mais próximo do Prince. Para mim, é uma canção mais dele do que dela. Conceitual e delicada ao mesmo tempo, mostra uma Madonna se arriscando num arranjo nada comercial e muito pouco pop. LOVE SONG nem consta entre as favoritas de muitos fãs, mas é uma música que tem seu merito acima de tudo por mostrar esse lado "artistico" da Madonna antes pouco explorado. Se LIKE A PRAYER foi considerado o "mais perto da arte que o Pop está", acredito que os "riscos" que o disco correu são responsáveis por isso.

Prince genial até para se sabotar. O cara sabia que sua "liberdade" artistica não existia com a Warner. Ironicamente, quando Prince lançou seu primeiro disco em 1978, o disco não vendeu bem, mas mostrou um artista talentoso e estupidamente competente para um jovem de 19 anos. A gravadora deve ter ficado impressionada com aquele garoto cantando, tocando todos os instrumentos nas faixas, compondo e produzindo tudo sozinho e por isso deu a ele um certo controle sobre seus trabalhos, ainda que eles só começassem a ter destaque comercial alguns anos depois. Com o disco 1999, lançado em 1982, Prince apontou sua musica pro futuro e caiu no gosto geral, fazendo com que o álbum fosse o seu primeiro numero 1 nas tabelas e fez também com que a Warner concedesse certas regalias ao cantor, como por exemplo só lançar seu proximo disco se um filme o acompanhasse. E nascia PURPLE RAIN. Com o sucesso comercial, Prince começou a ser cobrado pela gravadora e essa pressão as vezes fazia com que sua genialidade fosse sufocada e nem tudo saia perfeito.

Anos depois, cansado de se sentir boicotado, Prince decidiu lançar varios álbuns fracos só para cumprir contrato e fazer com que a gravadora perdesse o interesse em manter o artista em seu catálogo. Conseguindo sua "alforria", Prince voltou a produzir material de qualidade, mas precisava recuperar seu publico, que foi se afastando a medida que suas excentricidades aumentavam.

Enfim, como sempre acontece, muita gente descobre que era fã de um artista quando ele morre não é mesmo? rsrs. Não é o meu caso, graças a Deus, mas há uma certa vantagem nisso, pois as pessoas perdem um tempo para conhecer melhor o artista. Madonna sempre falou que era fã do Prince e deve ter sido dificil pra ela perder Bowie e Prince, dois de seus idolos, no mesmo ano.

LOVE SONG não seria classificado por mim como uma obra de destaque de Prince, mas foi feita e lançada num perído  muito bom da carreira dos dois. Este single traz dez versões da faixa e entre os remixes, temos trabalhos de Donny, Idaho, Lukesavant, Barbous e outros nomes.

LOVE SONG - Twenty5&More 2015 Edition


Estou ainda curtindo meu luto, ouvindo suas música e vendo suas apresentações. Minha forma de homenagear esse cara aqui no blog não poderia ser outra senão repostando o single que montei e lancei ano passado com a parceria de dois dos meus idolos. Curiosamente eu comentei no último post que fiz com esse single que LOVE SONG aparecia poucas vezes aqui no blog e Infelizmente ela volta ao blog num momento muito triste.

=(


Viva a Prince!

JOAN OF ARC - Twenty5&More 2016 Edition




Oi gente!

Uma das músicas que mais gostei de REBEL HEART quando as faixas começaram a vazar foi JOAN OF ARC. A linda e tocante balada era uma das músicas que eu tinha certeza que poderia virar um single por causa de sua cara "comercial". Mas o que aconteceu foi bem diferente... todos nós sabemos que a versão que vazou foi substituida por uma canção pop e dançante que nunca foi um single oficial, infelizmente.

Foi um pouco decepcionante para mim, apesar de que eu amo a versão final de JOAN OF ARC, que mescla momentos melancolicos com partes mais dançantes. É um arranjo para se tocar na rádio, mas ainda assim, pelo teor lirico da faixa, acredito que se fosse lançada com a sonoridade da Demo, seria um Hit. Tanto que todas as vezes em que Madonna performou a faixa foi na forma de uma balada. Outra coisa um pouco decepcionante foi que, mesmo tendo sido executada na fase promocional do álbum, onde Madonna se apresentou em vários programas de Tv, JOAN OF ARC ficou de fora da REBEL HEART TOUR, mas foi cantada no concerto especial TEARS OF A CLOWN na Australia.

Pois bem, logicamente que essa faixa não deixaria de ter seu single lançado aqui e digo mais: só não lancei antes porque estava dificil achar um bom numero de remixes dela pra poder incluir no single. Hoje, consegui um numero significativo de versões e apresento pra voces a edição de JOAN OF ARC exclusiva do Twenty5&More. São 13 remixes que mesclam versões mais lentas e dançantes. Os remixes levam a assinatuira de muitos nomes novos pra mim, mas alguns bons e velhos conhecidos como Donny e Idaho também aparecem no tracklist.

JOAN OF ARC - Twenty5&More 2016 Edition



O single abre com uma versão longa da faixa que mescla a versão lenta com a versão pop da música. O Dj DiCaprio apresenta um remix que eu gosto muito... ele é dançante mas com uma levada meio melancólica ao mesmo tempo. Não sei explicar bem, rsrs Já Idaho usou a té samples de LIKE A PRAYER para fazer uma versão super Funky de JOAN OF ARC, apesar de gostar muito do Idaho, assim que esse remix foi lançado eu não gostei muito dele porque eu achei ele meio "carregado" de informações. Mas hoje já vejoo ele com outros olhos. DJ Danny também deu seu toque Dance mais clássico para a música. E por fim, temos uma versão ao vivo apresentada no programa da Ellen DeGeneres e duas versões instrumentais diferentes: uma de versão original e outra da Demo acustica.

É um single que apesar de tudo eu curti o resultado final. Senti falta de "grandes nomes" trabalhando com a faixa e apesar de não ter remixes mega dançantes eu acho que até prefiro assim... JOAN OF ARC é uma música doce, melancolica e não sei se combinaria algo muito Clubber pra essa faixa.

Espero que vocês gostem!

Um abraço e até a próxima!


=)

MASTERPIECE - Twenty5&More 2016 Edition



Oi gente! Post novo aqui no blog para brindar o fim de semana!

Na verdade, eu não ia fazer post nenhum hoje, mas como eu tenho um show com a minha banda hoje e estarei ocupado amanhã, não queria esperar até segunda pra trazer novidades pra vocês. E também por causa do show, eu não pude trazer o single que estava programado para hoje porque não tive tempo de finalizar a arte, então decidi antecipar o lançamento do single de MASTERPIECE pra vocês.

MASTERPIECE ganhou um single "não oficial" aqui no blog antes mesmo do álbum MDNA ser lançado. Vocês devem lembrar que a música apareceu antes do album por causa do lançamento do filme W.E. para o qual a música foi composta. Na época alguns Djs se anteciparm e lançaram remixes para a faixa e eu produzi um Ep com alguns destes remixes. Mas digamos que este aqui é o single oficial do Twenty5&More para MASTERPIECE, ok? Esta edição é muito mais rica em conteudo pois traz nada mais, nada menos do que 16 remixes! E olha... o que tem de gente boa assinando os remixes, só deixa esse lançamento ainda mais especial!

Vejam só que elenco super estelar no tracklist desse single: Donny, Dubtonic, Idaho, Skin Bruno, Kid Capris, Barbous, R.A., Earthonika, Reynaldo Klawa, Maxim Andreev e SteveBass - também conhecido por PortuX 3891. Realmente um Single caprichado, como a música merece, afinal, embora tenha sido lançada como "promo" da trilha de W.E. e tenha ganhado o globo de ouro de melhor canção e tenha recebido alguns remixes oficiais,  single comercial oficial a música não teve. Estamos aqui para vinga-la! Rsrsr

MASTERPIECE - Twenty5&More 2016 Edition



Posso dizer que o single se divide em duas etapas e meia... ele começa calminho, com remixes mais lentos como o do Skin Bruno, eleito para abrir o single. Esse remix é bem bonito, quase uma versão alternativa para a original. Dubtronic vem na sequencia com o lindo Magnum Opus Remix e ainda aparece no final do single com sua versão acustica da faixa. Acrescentando mais peso, Donny aparece aqui com seu primeiro remix no single, mas sem deixar a musica dançante assim como o oficial remix do Kid Capri, um dos meus favoritos. Quem começa a acelerar um pouco as coisas é o Idaho e Uzazzi eleva mais o ritmo num otimo remix pop. Mais a frente, Donny volta ao single super dançante, fazendo companhia na pista de dança a Reynaldo Klawa e SteveBass. E por fim, para compensar a ausencia da versão Instrumental oficial, inclui a linda versão Instrumental assinada por Earthonika.

A capa desta edição é a mesma do Ep que lancei antes e traz uma Madonna transformada numa escultura. Gosto dessa capa e acho que ela tem tudo a ver com a canção. Nunca tive a intenção de modifica-la e por isso, trouxe ela de volta com um single com mais conteudo.

Bom, é isso!

Espero que gostem e que tenham um bom fim de semana!

Abração!

INCREDIBLE - Twenty5&More 2016 Edition




Eu não sei vocês, mas eu não sou o tipo de fã da Madonna que ama e adora tudo que ela faz. Não mesmo! Nunca fui assim. Sempre soube ouvir criticas ruins sobre ela e também semrpe tive meu proprio senso critico.

O post de hoje é um exemplo disso. INCREDIBLE é pra mim uma das piores músicas já gravadas por Madonna. Acho ela terrivel mesmo. Ruim demais! Não consigo ouvir... e pensar que uma música tão chata na minha opinião, tem mais de seis minutos em sua versão original. Achei desnecessario, rsrs. Eu até brincava dizendo que a música era INCREDIBLE de ruim, kkkkkk. Sinceramente não entendo como músicas tão boas como ACROSS THE SKY ou ANIMAL ficaram de fora de HARD CANDY e INCREDIBLE entrou no disco...

Bom, mas o blog é feito para os fãs e eu estou aqui para tentar agradar a todos e sei de gente que gosta dessa música. Então, para estes fãs, está no ar a edição 2016 do single de INCREDIBLE. É a primeira vez que essa faixa ganha single aqui, mas eu jurava que já tinha lançado antes. Para voces verem o meu interesse rsrs

Pelo jeito nao sou só eu que não gosto dessa faixa, INCREDIBLE tem um dos menores singles aqui do blog, mas nçao é nem porque eu nçao quis fazer uma edição maior... foi porque todos os oito remixes da faixa que estão no single, foram as versões que consegui achar na Net desde que comecei o blog. Ainda assim, apesar do pouco numero de remixes, teve muita gente boa que mexeu na cançaõ: Dubtronic, Patrick Samuel ( que tem tres remixes no single) e DirtyHands são os nomes mais famosos que assinam os remixes. Tem um remix interessante no single, que se chama Wrapped Up Mix e traz samples de LUCKY STAR. Então, espero que gostem do single porque deu trabalho achar essas versões...




Obviamente, como é a primeira vez do single aqui no blog, a capa é também inédita. Eu apesar de não gostar da música, queria uma capa bacana. Então, apesar de ser uma capa "simples" eu gostei do resultado. E vocês o que acharam?

Gente, hoje fiquei muito triste com a noticia do falecimento do cantor Prince. Ele era um dos artistas que eu mais admirava... desde pequeno. Realmente uma noticia que me deixou meio pra baixo... Só me resta desejar que o Prince descanse em paz. #RIPPrince

Bom, é isso!

Um abraço e até breve!

=)