E como prometido, aqui está a visão do Julio Skov sobre a turnê MDNA que ele assistiu ontem na cidade de Copenhaguen, Dinamarca. Eu pedi ao Julio que fizesse essa review para que sentissemos como foi o show. Assim, aos poucos vamos tendo várias opiniões cada vez mais pessoais de cada show. Onde eu sei que vai ter amigos assistindo, eu "encomendo" uma review dessas, rs.

Julio disse que o show foi bem interessante. Ele chegou cedo ao local do show e antes de começar, fez umas compras: Camiseta, caneca, capa de Iphone e o famoso Tourbook, que eu fiquei muito curioso em ver! Julio disse que achou os preços bem salgados.
























Mais ou menos por volta das 20.20h o DJ Martin Solveig fez a abertura do show e tocou um set meio chato, segundo Julio, mas também essa opinião poderia ser devida ao cansaço pela espera do show. Como sempre, Madonna se atrasou e começou o show as 22h. Julio fez uma descrição sucinta do show faixa a faixa, mas eu vou falar aqui das descrições que achei mais interessantes.

ACT ONE


















GIRL GONE WILD é uma linda abertura, cheia de coreografias, mas peca pela diostância da platéia e do palco. Já em REVOLVER, Madonna vem para perto do público, o que seria ótimo se não fossem as milhares de mãos para cima com celulares tentando registrar o momento. Já em GANG BANG, Julio só reforçou o que tem se falado a respeito, sobre como a perfromance é interessante. Em PAPA DON´T PREACH, foi impossível não voltar no tempo ( e mais uma vez, celulares ao alto!) Para Júlio, HUNG UP ficou "perdida" neste bloco. Parecia que ela queria dizer : "Eu posso fazer Tudo." Já I DON´T GIVE A o Julio amou. Disse que sentiu Madonna na apresentação e notou um detalhe: Os telões estavam um segundo atrasados em relação a performance, mas poucos devem ter notado,rs. por fim, o interludio BEST FRIEND/HEARTBEAT fez com que ele tivesse os olhos fixos e falou que há uma mensagem com esse video, mas que ele prefere não comentar para não estragar surpresas, provavelmente.
















ACT TWO

















EXPRESS YOURSELF faz mais uma viagem no tempo. A performance é ótima, e Madonna está perfeita: Alegre, divertida e irônica. A alegria e a festa continuam com GIVE ME ALL YOUR LUVIN´ e dessa vez, com Madonna na passarela, bem pertinho. TURN UP THE RADIO é legal, mas nada demais. OPEN YOUR HEART ficou relamente ótima com essa nova versão, muito bonita. MASTERPIECE também é linda, mas o pecado é que Madonna está lá longe, bem no meio do palco.

ACT THREE
























O video de JUSTIFY MY LOVE é aquela belezura mesmo que todos nós já vimos. VOGUE é ótima, mas meio robótica. Movimentos muito calculados. porém, é isso que a música é: Um monte de pose e caras e bocas. Os bailarinos estavam impecáveis. Julio até fez um video com um trecho da performance que pode ser visto NESTE LINK CANDY SHOP está deliciosamente sexy, quente e de extremo bom gosto. HUMAN NATURE, é Madonna com espelhos. Bem interessante, mas nada que deixasse o Julio louco. Já LIKE A VIRGIN realmente surpreendeu o Julio, que disse que a interpretação é bem tocante. Para ele, este foi o grande momento do show.

ACT FOUR


















NOBODY KNOWS ME é o momento político do show. I´M ADDICTED fe zo Julio lembrar da DROWNED WORLD TOUR em algumas partes da coreografia. Julio não deve ter gostado da perfomance de I´M A SINNER/CYBER-RAGGA, duas músicas que ele adora, mas que "prefere não comentar.." rs. LIKE A PRAYER como sempre, nota 10. Em alguns momentos, Júlio se lembrou da BLOND AMBITION TOUR. E enfim, o gran finale com CELEBRATION que segundo ele apesar de toda energia, não é o melhor final de turnê de Madonna.

A avaliação do show de modo geral para o Julio é a seguinte: Um show bem interessante, com altos e baixos como todos os shows, e Madonna parece querer provar que ela pode tudo, que ela é a rainha, que o trono do pop é dela... coisa que ela não precisa fazer. Tanto que os jornais de hoje publicaram exatamente isso: Elogiaram o show, mas falaram da auto-afirmação de Maddie. Para Julio faltaram mais momentos junto ao público com músicas como FALLING FREE ou I FUCKED UP que não estão no show.

Julio desejou muita diversão a aqueles que vão ao show!




















Bom, é isso! Julio, muito, muito obrigado por parar um pouco, mesmo cansado, para nos enviar esta colaboração. Você é mesmo incrível.

Até a próxima, galera!


( PS: Fotos 1 e 4 - Imprensa Local Copenhaguen. Fotos 2, 3 e 6 - Julio Skov, Foto 7 - Madonna Online)