Amanhã um dos discos mais importantes, não só da Discografia da Madonna mas da música Pop em geral, completa 30 anos de seu lançamento.



TRUE BLUE chegava ao mundo no dia 30 de Junho de 1986, com expectativa e ansiedade dos fãs e dos criticos. Os fãs porque queriam logo ouvir novo material de sua Musa e os críticos porque queriam ver o que Madonna estava preparando e mais: Queriam saber se os tais 15 minutos de fama dela já teriam passado.




Pois bem... 30 anos depois de TRUE BLUE, Madonna continua influente, produtiva, criativa e atuante. E TRUE BLUE só veio para atestar seu Status de estrela definitiva do Pop Rock. Aliás, devo afirmar que foi depois de TRUE BLUE que o publico elegeu Madonna como sua RAINHA DO POP. Além do disco em si, TRUE BLUE marca uma notável evolução tanto visual quanto musical de Madonna. 1985 foi um ano bastante produtivo para Miss Ciccone e também bastante movimentado: Houve a Febre-Madonna que contagiou todas as jovens do mundo, houve a Madonna mania que espalhou a imagem de nossa estrela por todos os lugares - de roupas a cinema, Houve os escandalos - como esquecer da publicação não autorizada das fotos na Playboy e Penthouse? E Houve o amor... o casamento com Sean Penn foi um dos fatos mais comentados naquele período. Madonna tinha muita bagagem e experiencia pra contar no seu novo disco. Provavelmente, fazendo um balanço de sua carreira e prevendo um possivel desgaste de sua imagem, Madonna decidiu mudar e correr todos os riscos de sair de sua zona de conforto geraria.



Primeiro, Madonna decidiu produzir seu disco junto com dois produtores então desconhecidos da grande midia: Patrick Leonard e Stephen Bray. Comprou uma "briga" com a gravadora para conseguir fazer isso e dar a TRUE BLUE o direcionamento artistico que queria. Compositora das nove faixas do disco, Madonna foi além e mudou radicalmente de visual: Sai a Madonna "doidinha" e cheia de penduricalhos e entra a Madonna Clean, sensual e Diva platinada. Cabelos curtos, roupas de couro, maquiagem leve ( para a época) e com um registro vocal mais grave do que o normal, Madonna já demonstrava maturidade a partir daí. O primeiro single, a balada LIVE TO TELL, seria um risco para uma cantora Dance, mas provou como Madonna estava certa em suas escolhas quando chegou ao primeiro lugar das paradas no mundo inteiro. O disco, que foi dedicado a Sean Penn, contou ainda com mais quatro singles de sucesso mundial: PAPA DON´T PREACH, TRUE BLUE, OPEN YOUR HEART e LA ISLA BONITA.



30 anos depois, TRUE BLUE continua sendo o disco de inéditas mais vendido de Madonna. É também o disco com a capa mais iconica na minha opinião e sem duvida, um disco que se ouve do começo ao fim! Uma verdadeira delicia pop, imortal e irresistivel!



O Twenty5&More passou metade do mês de Junho celebrando esse disco e amanhã, orgulhosamente, o blog fará o lançamento de sua edição de 30 anos do álbum. Uma edição feita com carinho, pensando no quão importante é esse disco. A edição de 30 anos fecha o especial de aniversário com chave de ouro: Um disco duplo, com alguns materiais inéditos, remixes exclusivos, uma linda e caprichada artwork que celebra toda grandiosidade pop de TRUE BLUE, lembrando que, todos os posts feitos até hoje durante esse especial, meio que complementam o lançamento de amanhã, pois tivemos de tudo um pouco aqui: Raridades, Faixas ao Vivo, falamos um pouco sobre cada single lançado e até de um que poderia ter sido lançado oficialmente e ainda mostramos com um disco de tributos, o quanto TRUE BLUE é influente para todos os gêneros.






Portanto, estejam aqui amanhã para conferir este lançamento. Além do disco duplo, tem também um video celebrativo!

Imperdivel!

Até amanhã e muuuuito obrigado a todos por esta grande parceria nesses 7 anos de Twenty5&More!


=)