Oi pessoal!

Vocês devem lembrar que não faz muito tempo, eu fiz um post relacionado a Era BEDTIME STORIES, mais especificamente, a nova versão do single FORBIDDEN LOVE. Pois bem... quem conhece o andamento do blog, sabe que eu gosto de oferecer aos visitantes uma variedade de material, sem repetir tanto as eras, a não ser que seja um especial ou algo do tipo.

Não faz muito tempo que eu postei o single de FORBIDDEN LOVE, mas como tô querendo equalizar as eras aqui no blog, hoje vamos voltar a falar de BEDTIME STORIES e mais especificamente da faixa SANCTUARY. Costumo comentar com meus amigos que SANCTUARY é uma obra prima escondida no meio das outras faixas do álbum, mesmo que não seja minha música favorita, tenho que reconhecer como Madonna foi f**a ao conceber essa canção.

Originalmente foi composta em parte pela cantora Anna Preven, vocalista da banda Ednaswap, usando trechos do poema "Leaves of Grass" de Walt Withman. Esse poema é considerado a Magnus Opus deste autor. Anna teve a chance de mandar essa composição para Madonna que amou o que leu mas  reescreveu boa parte da letra para adequar a sua personalidade e ao conceito do disco. A forma como foi cantada e a parte instrumental também foram concebidas por Madonna. No inicio, Anna teve medo de Madonna "destruir" sua composição, mas ao ouvir o produto final, Anna simplesmente amou o resultado.

O arranjo hipnotico e meio ambient, com sutil influencia da música eletronica e do hip hop da canção, deu margem a tratamentos mais eletronicos e dançantes posteriormente. É fato que SANCTUARY funciona perfeitamente como uma ponte para BEDTIME STORY, faixa seguinte a SANCTUARY no alinhamento de BEDTIME STORIES. O vocal sussurrrado de Madonna, dá um clima etéreo e misterioso a faixa, que usou samples da música 'Watermelon Man" do Herbie Hancock. Se você ouvir essa faixa, logo identificará o sampler usado. Realmente um trabalho conceitual e artistico de Madonna, provando sua maturidade e conhecimento do que faz.

SANCTUARY - Twenty5&More 2015 Edition




Falei tanto da música que esqueci de falar sobre este single hahaha. Em 2009, SANCTUARY ganhou sua primeira edição aqui no blog com apenas 5 remixes. Hoje, temos 15 remixes!!! Olha... não foi muito fácil conseguir todos esses remixes. Foi realmente um grande garimpo, hahaha. Temos remixes de Idaho, Lukes, GuyOm, Dubtronic e outros. Normalmente eu procuro abrir os singles com versões "Extended" das cançoes, como forma de "substituir" a versão original. Mas com este single, em particular, usei o remix do GuyOm antes da versão Extended, porque a Intro do remix, dá todo um clima para o resto do single. É uma abertura de single bastante digna. Idaho e Dubtronic aparecem em dois otimos remixes cada e como já citei acima, o fato da versão original flertar sutilmente com a música eltronica, permitiu que alguns remixes bem dançantes caissem como uma luva nessa canção. O leque de versatilidade da faixa permitiu ainda remixes com sonoridades Hindu, Hip Hop e remixes bem calminhos... Vocês vão amar os remixes Right To Asylum, C-G´s Inner Sanctum, Idaho´s Bulgar Mix e o trabalho do Remixmaniacs. E como de costume, o single fecha com uma versão Instrumental da faixa.

A capa desta edição é completamente nova. A capa de 2009 é linda, usa uma foto que eu amo. Lembro que fiquei bem empolgado em lançar o single naquele ano só porque tinha uma capa legal. Decidi mudar porque essa nova capa, ao meu ver, passa mais o clima da canção. Para quem quer ver ( ou lembrar) a capa de 2009, eis a linda ai embaixo:


Bom... falei demais, hahahaha. Mas eu acho que todo esse texto ai em cima é necessario para agregar valor a música. Espero que vocês tenham curtido o texto ( cheio de curiosidades) e que gostem também do single. Me digam o que acharam, se possivel!

Um abraço e até breve!

=)