Oi gente!

Acreditem se quiser, mas eu já deveria ter relançado esse single e acabei esquecendo. Tinha toda certeza de que já tinha  lançado a edição 2016 de SHANTI/ASHTANGI que nem me preocupei em conferir, rsrs. Só me dei conta quando fui contar quantas músicas de RAY OF LIGHT faltavam ter novos singles lançados aqui e vi que essa era uma dessas, sendo que eu tinha certeza que o post tinha sido feito, hahaha.

Bom, SHANTI foi uma das grandes surpresas do disco pra mim. Antes de comprar o Cd, lembro que eu li ou vi na TV sobre o fato de Madonna ter incluido uma canção em sanscrito em seu então novo disco. Foi realmente bem legal ver a forma como SHANTI foi construida para se encaixar no disco, pois se voces pararem pra pensar bem, é uma música que leva ao pé da letra o conceito do álbum, pois ela une música eletronica a espiritualidade com influencia de cultura hindu. Como é uma música nada comercial, não poderia mesmo ser lançada como single. Sei também que tem muito fã que não gosta da música, acha que ela não tem nada a ver com Madonna. Pois eu acho que é música que talvez melhor reflita quem era Madonna naquela fase.

São poucos os remixes dessa música na rede. Em 2009, lancei o primeiro single aqui com 5 faixas e hoje, a edição 2016 traz 11. Tem até um remix bem antigo, que saiu em 1998 mesmo num bootleg. Muitos remixes tem a mesma base hindu-eletronica da faixa oriental. Acredito que voces imaginem o quanto deve ser dificil retrabalhar essa canção, não é? Mesmo assim, ainda teve gente conhecida fazendo remixes para essa música como Dubtronic, Lukes os Dj do projeto Sp!n e Pander.

SHANTI/ASHTANGI - Twenty5&More 2016 Edition



O Single traz duas versões Extended diferentes, uma assinada por Dubtronic e outra por Lukes, porque originalmente, a faixa é bem curtinha. Um remix que eu gosto muito, é o segundo remix do Dubtronic nesse single, chamado Dubtronic Cosmos Mix. Ele muda o clima da música e deixa ela bem dançante, assim como fez o Pander. O single tem ainda uma versão Instrumental e uma versão Ao Vivo, retirada da unica vez que Madonna performou a musica. Isso foi durante o VMA de 1998, antes dela cantar RAY OF LIGHT.

Em 2009, usei outra capa para este single, mas sempre quis fazer uma capa com a foto que usei nesta edição 2016. Só que na época, se eu não me engano, não tinha a foto em HQ.

Para lembrar a capa de 2009:



Pois é isso gente!

Mês que vem teremos um lançamento especial aqui: Uma edição comemorativa atrasada pelos 30 anos do álbum MADONNA, que na verdade, esse ano completou 33 anos anos! Mas achei que ia ficar feio colocar "edição comemorativa pelo 33º aniversário" né? Kkkk

Fiquem de olho!